Cases

Cases

Projetos bem-sucedidos!

5 dicas para ser um programador de sucesso


Quer ser um programador de sucesso? Veja nossas 5 dicas.

 

A tecnologia nunca foi tão importante para nossas vidas. Graças à ela, podemos ter inúmeros benefícios que, antes, eram inimagináveis. Quem antes demorava meses para comunicar-se com um parente que morava do outro lado do mundo, hoje pode desfrutar desse contato imediato e constante a partir de um clique. E com essa explosão de tecnologia, muita gente começa a se interessar pela área. Hoje, quem tem interesse por esse campo tem ótimas oportunidades no mercado, visto que as empresas estão com baixa demanda e buscando por novos profissionais. Se você quer se tornar um programador, saiba que ter uma formação não é mais o suficiente, mas é preciso que o profissional se destaque com algumas outras de suas habilidades e atualize-se sempre para não tornar seus conhecimentos obsoletos, uma vez que a cada ano que passa a tecnologia chega com um mundo de novas possibilidades.

 

Se você já está estudando programação ou ainda está em dúvida se segue ou não nessa área, confira abaixo 5 dicas valiosas que podem ajudá-lo a prosperar na área de programação.

 

1.      Saber inglês

Sem saber inglês o programador não se aprofunda em seus conhecimentos e não chega num nível mais alto em sua carreira. Infelizmente, o conhecimento desse segmento na língua portuguesa é bem restrito e os principais e mais atuais livros de tecnologia estão em inglês. Falando inglês, você vai poder ler conteúdo de outros países e se atualizar mais depressa. APreply pode ajudá-lo a chegar até lá com o professores de inglês através de aulas presenciais ou on-line.

 

2.      Ser autodidata

Se você quer ser programador não pense que apenas os cursos vão lhe tornar um ótimo profissional. Isso é mito. Para poder aprender o mínimo de uma linguagem de programação vale a pena apostar em cursos, mas pode preparar o bolso, pois os cursos costumam ser caros e são frequentemente atualizados. E mesmo fazendo cursos, algumas coisas terão que ser relidas e repassadas em casa. Portanto, se você não é autodidata, essa não é a sua área.

 

3.      Gostar de estudar

Quem quer ser programador precisa gostar de sentar e aprender coisas novas. Essa, na verdade, é uma das obrigações dessa carreira. O estudo é constante na vida do programador. Ele precisa pesquisar coisas novas, desvendar mitos, duvidar e questionar. Quanto mais você se aprofundar nessa área, mais perceberá que precisa aprender mais. Muitos programadores iniciantes têm a plena certeza de que sabem de tudo, mas isso só acontece no início! Grandes programadores da área passam longos períodos se atualizando a aprendendo coisas novas.

 

4.      Ter ótimo raciocínio

Esse é um dos requisitos clássicos para quem quer se aventurar nessa área. O programador, como o próprio nome já indica, especializa-se na área para resolver problemas e utilizar códigos para fazer a transcrição de um raciocínio lógico. Quem padece nesse quesito terá muita dificuldade de atuar nessa área. O programador tem uma visão sistêmica. Trata-se de uma forma de pensar e de questionar, analisar e tentar solucionar através de programas.

 

5.      Gostar de solucionar problemas

Essa é a parte chata que faz parte do cotidiano de qualquer programador. Na programação, a ansiedade não tem vez. Cerca de 80% ou mais do tempo focará na resolução de problemas, seja través de softwares ou da experiência do profissional. O programador geralmente tem como característica típica um espírito mais curioso e que tem interesse em analisar e criar soluções para os problemas. Se formos pensar bem, a tecnologia é criada exatamente com o intuito de resolver problemas, sejam eles de locomoção, conexão, cálculo ou estruturação    





Quero ser um case da GA